segunda-feira, 30 de junho de 2014

Como estão lindas as floreiras que as crianças plantaram no CEI Cinderela.




Atividades, Festa Junina no CEI Charlotte Ilse Schindler

Atividades sobre Festa Junina realizadas com a turma do Jardim. As fotos da Festa Junina e a brincadeira da corrida do ovo são com as crianças do Jardim e Pré.


ARRAIA do Centro de Educação Infantil Pinguinho de Gente

No dia 27-06, fizemos o ARRAIA do Centro de Educação Infantil Pinguinho de Gente, com as turmas do Jardim e do pré... Nem todos puderam estar presentes, mas, foi uma festa maravilhosa, todas as crianças estavam trajadas, tinha muitos quitutes... muita dança e diversão... Foi arraia a tarde toda... 
Com as professoras: Jucélia, Sueli e Débora, a coordenadora Elisangela e as auxiliares Kátia e Janaína e nossa merendeira Jurema, que fez umas delicias para as crianças... 



sexta-feira, 27 de junho de 2014

Brincadeira e interação marcaram a festa junina no CEI Charlotte Ilse Schindler


Objetivando valorizar a cultura brasileira, durante toda a semana as crianças apreciaram poemas, histórias, quadrinhas e diversas brincadeiras  sobre o tema. Pesquisaram sobre as comidas típicas e finalizaram a semana com a tradicional festa caipira. Foi uma semana divertida, de muito aprendizado e interações.


O professor Gestor - por onde começar

Thereza Bordoni(1)
O profissional denominado PROFESSOR é, naturalmente, de extrema importância para o futuro de nossa sociedade. Felizmente, em anos recentes, padrões de capacitação docente têm sido criados no intuito de aperfeiçoar e valorizar este profissional, que a muito não recebe o devido reconhecimento. Estamos também presenciando o surgimento de um novo professor: o professor GESTOR.
"O educador não é mais aquele que vende seu tempo para a escola, mas sim um detentor de competências que agregam valor para o alcance dos objetivos institucionais" (Marcelo Freitas).
Neste texto, vamos discutir um pouco sobre o porquê deste novo professor, contextualizando sua formação a partir da sociedade atual e suas características como gestor da sala de aula.
Vivemos em um mundo de transformações, um mundo acelerado, com características diferentes da sociedade ou época em que uma grande maioria, dos professores atuais, foi formada. Em conseqüência este professor trabalha com um aluno com valores, características e ações bem diferentes daqueles para qual ele foi preparado para trabalhar. Em muitas rodas de professores o discurso comum é sobre alunos desinteressados, que não querem nada com os estudos, que não respeitam mais a escola. Para mudar este quadro, os professores viram-se diante de um grande desafio: revalidar o seu diploma, a sua formação, para acompanhar as transformações deste aluno e conseqüentemente, desta sociedade. Mas que sociedade é esta?
Vivemos na sociedade do consumo e do hedonismo, onde a individualidade é maior a cada dia e temos menos espaços de convivência dos membros da família (estamos trocando a sala pelo quarto), onde o certo e o errado se confundem. Onde as crianças e jovens aprendem principalmente a partir da TV, dominam e utilizam com facilidade as tecnologias, são egocêntricas (primeiro o eu), possuem pouco contato com a frustração e apresentam uma adolescência precoce.
Nossa sociedade está em processo de mudança e como em todo processo de mudança, nos aponta dois caminhos: o da oportunidade e o do perigo...
E o professor, como se adaptou a este cenário atual, que caminho escolheu? O que mudou na sua prática docente (a organização dos horários e do espaço, a metodologia, os procedimentos de agrupamento e de avaliação, a relação com a família e aluno.)?
Lidar com esta sociedade e com este perfil de alunos exige novas habilidades para novas competências. Em nossa formação de professores não fomos treinados para lidar com o planejamento de nossa própria carreira ou com a definição de metas e não temos, muitas vezes, os mais simples conceitos de administração, de custos, marketing, fidelização e captação de alunos. Até pouco tempo para ser um bom professor bastava ter uma boa didática e conhecimento da sua matéria, dar a sua aula e pronto. O resto era responsabilidade da direção da escola ou da família do aluno. No cenário atual, este é o caminho do perigo: tornar esta visão da profissão a única visão disponível ao educador.
O professor que escolheu o caminho das oportunidades, incorporou as habilidades e competências para a gestão de mudanças e de processos. E para isto, revalidou o seu diploma acrescentando novos elementos para sua atuação com este aluno vindo da sociedade descrita acima, buscando novas metodologias e novas experiências em áreas diversas.
Além dos saberes técnicos advindos de seu curso de formação, o professor gestor deve possuir uma base sólida e ir além dos saberes cognitivos, buscando conhecimento em:
·         Legislações; Teorias Educacionais / de Aprendizagem / do Conhecimento; Conhecimentos Específicos (aperfeiçoamento na sua área)
Português / Inglês / Filosofia / Informática / Saúde; Planejamento; Administração; Metodologia; Novas Tecnologias; Avaliação; Relações Interpessoais; Liderança; Marketing; Criatividade e Auto-estima. Sem esquecer que não se pode "formar-se" professor sem fazer uma escolha ideológica (Formam-se técnicos mas, não educadores, formam-se gestores mas, não professores gestores.). Este é o grande diferencial da nossa profissão.
Este novo perfil de professor ainda nos proporcionará muitos debates, conflitos e confrontos, para os quais precisamos estar preparados. Pare um pouco, agora, e faça este pequeno exercício: Busque estratégias visando o equilíbrio entre: Debates ideológicos (acredito que) X Conflitos de interesses (a escola necessita de); Pedagogia da necessidade (Trabalho) X Pedagogia da liberdade (Gostar). Fica claro que, o professor gestor necessita de uma visão ampliada da Escola, percebendo sua importância para além da sala de aula, se percebendo como peça chave de conjunto maior, consciente de que cada ação sua irá influenciar diretamente em todo o andamento da escola. O professor gestor tem a competência para a gestão da sala de aula e tem também a visão do gestor educacional, percebendo a escola como um todo.
Vejamos agora, algumas características deste PROFESSOR GESTOR:
·         Constrói uma imagem positiva de si, dos alunos e da escola.
·         É co-responsável pela captação e fidelização de alunos.Busca atualização, em diversas áreas, constantemente;
·         Planeja suas ações, prevendo suas conseqüências. É pro-ativo;
·         Comunica-se bem e mantém a todos bem informados sobre o seu trabalho - do porteiro ao diretor - da padaria ao jornal;
·         Mantém o foco onde o aluno e a família estão;
·         Mantém contato com os ex-alunos, e com outras pessoas interessantes para a escola;
·         Estimula e utiliza as tecnologias disponíveis na escola;
·         Envolve pais, alunos e os outros professores com os seus projetos para a escola;
·         Fundamenta suas ações a partir do P.P.P e da realidade.
·         Estabelece, com os alunos, metas de curto, médio e longo prazo e cria instrumentos para acompanhamento;
·         Descobre o que os alunos, pais, diretores, supervisores e os diversos públicos de interesse valorizam;
·         Compreende o ambiente escolar e o cenário externo e interno; Conhece a cultura da escola e sente o seu pulsar.
·         É Participativo e comprometido com a escola e seus alunos.
·         E na sala de aula:
- Contextualiza o ensino.
- Gerencia o tempo e os processos.
- Possuiu uma postura transinterdisciplinar. Trabalha pautado na realidade e na sociedade que temos.
- Adota metodologia de pesquisa e separa a idéia de competência de conteúdos;
- Promove o trabalho em grupo e com projetos;
- Não traz para os alunos respostas para perguntas que eles não fizeram e sim, formula com eles novas perguntas, incentivando novas descobertas;
- Valoriza os alunos. Sabe que até os "com mais dificuldades" têm características positivas que podem suscitar o recebimento de elogios que melhoram a sua auto-estima.
- Promove a colaboração. Sabe que não é detentor único do saber.
- Reconhece nos conflitos uma oportunidade para o crescimento e amadurecimento da turma.
- Utiliza os meios burocráticos e tradicionais do ensino para facilitar, não para constranger.
O Professor Gestor, acima de tudo, tem coragem de ousar, inovar sem se distanciar de sua missão de educar para um novo mundo possível!
Cada uma destas considerações não deve ser vista isoladamente. O Professor Gestor terá de construir um quadro mental que integre a totalidade das considerações aqui feitas. Seria um erro pensar que a adoção de uma cartilha transformaria o Professor em Gestor.
Por onde começar? Ficam algumas dicas de grandes profissionais, excelentes gestores:
- Seja inquieto (reinvente-se), Seja corajoso (não tema a mudança), Seja insatisfeito (tenha visão crítica do seu trabalho). - Nizan Guanães;
- Não seja ingênuo. Você vai ser avaliado até pelo seu modo de vestir. - Mara Behlau;
- É preciso saber lidar com o imprevisto. Faça perguntas! - Cabrera;
- Faça parte da solução. Seja flexível, tolerante e comprometido com a vitória. Resolva problemas, não os crie nem os esconda. - Richard D´Aveni;
- Existem palavras que ofendem. Existem palavras que motivam. Por isso, muito cuidado com o que fala para os outros. - Edina de Paula Bom Sucesso;
- Observe a sua prática, o seu entorno e o entorno da escola e a partir daí analise e planeje a sua interação efetiva com o seu aluno. Estabeleça metas, envolva a todos e acompanhe os resultados.
(1) Doutoranda. Mestre e Pesquisadora em Educação. Palestrante e Articulista. Consultora Educacional e Diretora da A&B Consultoria e Desenvolvimento




5º Festival de judô da AMAVI- cancelado

O festival esta cancelado por causa das chuvas  

Dia: 28 de Junho de 2014.
Local: Ginásio de Esportes do colégio Sinodal Ruy Barbosa (Rio do Sul)
Rua: Rui Barbosa  295 Bairro Sumaré.
Horário: 08h30min.

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Festa junina

O C.E.B. Arthur Bruno Jandt realizou neste dia 24 de junho sua Festa Junina com a participação das crianças de cada turno e dos professores presentes (Lais, Crisneide, Juliana, Charles, Fabiana, Márcia, Regiane, Marleide, Fabiane e Claudia) e do auxiliar de sala Marcondes.
 Foi uma Festança, houve apresentação de dança, música coreografada, poemas e muitas brincadeiras e comilanças. No lanche saboreamos um delicioso cachorro-quente. 






SALA DE AEE E APOIO PEDAGÓGICO.

.
ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA ERICA HASSE

Professora: Monica Denzer
O presente trabalho consiste no desenvolvimento de ações de acompanhamento e atendimento aos alunos com dificuldade de aprendizagem, matriculados no Centro de Educação Básica Erica Hasse.  A construção da aprendizagem da escrita e da leitura é um processo evolutivo da criança e está intimamente ligado ao seu desenvolvimento geral, onde sua implicação não se origina apenas na repetição de exercícios. O aprendizado da leitura e da escrita está associado a um conjunto de elementos, estabelecidos através das condições sociais e educacionais. Portanto, a aprendizagens destes saberes depende de habilidades especificas, sendo necessário que a criança seja submetida a condições favoráveis para assim desempenhar de forma mais significativa seu aprendizado.
O conceito de leitura tem uma relação com o processo de letramento, que tem como pressuposto o processo de ensino e aprendizagem do uso da língua escrita. É preciso, portanto, criar situação que propiciem o desenvolvimento das capacidades de falar, escutar, ler e escrever de acordo com os diferentes usos dos contextos. Foi feito um trabalho de intermediação pedagógica através de letras e silabas soltas para construção de palavras e associar elas a uma frase no seu contexto familiar e social. Considerando assim o aluno como sujeito ativo na construção da aprendizagem.











CEI ARTHUR KROENKE


PROFª JUCÉLIA ZOBOLI RIBAS – TURMA DA JOANINHA (4 e 5 ANOS)
SEQUENCIA DIDÁTICA
CHEGADA DO INVERNO
*Estação do ano: “INVERNO” - Lembrar às crianças que mudou a estação do ano – acabou o outono e começou o inverno.
-Poesia: “O FRIO” – na roda, em pé recitar a poesia, as crianças repetem os gestos;
- colorir um boneco de neve já colado na folha azul. Abaixo do boneco enfeitar com gliter prata simbolizando a neve. Após, recortar um boneco de neve riscado no EVA branco. Comparar com o outro boneco e completar com canetinha os olhos, nariz, boca, etc. Amarrar fios de lã no pescoço sendo o cachecol. Colar ao lado do outro boneco.
- Ling. oral, escrita e Matemática - Artes– Ciências Naturais – Música e Movimento
OBJETIVOS:
·        Perceber a mudança do clima da nova estação do ano;
·         Desenvolver a coordenação motora através de movimentos corporais, pintura, recorte e colagem.

SEQUENCIA DIDÁTICA
FESTA JUNINA
- Na roda conversar com as crianças sobre o motivo da comemoração dessa festa enfatizando que é uma festa Cristã para homenagear três Santos: Santo Antonio, São João e São Pedro.
- Ler a Poesia: “A LENDA DA FOGUEIRA DE SÃO JOÃO”. Propor às crianças a realização de uma atividade representando a poesia.
- Cantar e dançar musicas referente à data: Capelinha de Melão, O balão vai subindo, etc.
*Ling. Oral e Escrita – Artes– Música e movimento – Ciências Sociais e Naturais
OBJETIVOS:
·        Conhecer a origem e as características das festas juninas;
·        Despertar o gosto pela musica folclórica;
·        Expressar as emoções através da arte, musica e movimento;

·         Desenvolver a coordenação motora através de movimentos corporais, pintura, recorte e colagem.





Escola Compartilhada

TEATRO

Ao estabelecermos familiaridade com o teatro, percebemos que ele se  dá por vários aspectos, tais como:  personagens, enredo, tempo e espaço. Entretanto, diferenças também se acentuam, visto que no texto teatral, a interação entre os personagens é estabelecida por meio da própria representação oral. Pois é mediante a representação dos personagens que o texto é pausadamente retratado. 

Professora  Sirlange Esser





Circuito de Inverno

Professora: Lais Hübner
Turminha: Patati Patata
CEI: Cinderela
Para o desenvolvimento de uma criança se movimentar é algo muito importante, e esse desenvolvimento é chamado de psicomotricidade. E para trabalhar isso usei um circuito com corda, bola, pneus, cavalinhos de brinquedo e muito movimento. 
Nós andamos em linha reta em cima da corda, jogamos a bola para o alto, pulamos de um pneu para outro e corremos entre um cavalinho e outro em zig zag. As crianças passam por diversos momentos na infância, devemos acompanhar com maior cautela essas fases, principalmente o que se diz respeito a psicomotricidade, desenvolvimento motor,cognitivo e afetivo.
As crianças amaram e se divertiram muito.








SHOW DE FAMÍLIA



Estamos  promovendo um evento diferente e especial  para as famílias  TROMBUDENSES!  
O que é?
É uma confraternização entre as famílias e seus parentes, através de jogos e brincadeiras.
Como participar?
Reúna sua família com no mínimo 6 e máximo 10 integrantes e faça sua inscrição no dia 08 de julho as 19 horas na câmara dos vereadores de Trombudo Central e venha se divertir.
Obs. Inscrição Gratuita
Como funciona?
No dia 19 de julho no pavilhão de eventos de Trombudo Central todas as famílias iram competir em varias provas que serão especificadas no regulamento.
Como é feita a pontuação?
Todas as provas exceto a prova final que terá a pontuação dobrada, a pontuação será a seguinte;
1º 10 pontos, 2º 8 pontos, 3º 5 pontos, e pela participação na prova 3 pontos
Premiação
1º lugar Viagem para o Beto Carreiro World com direito a 10 ingressos
2º lugar 10 ingressos para o grupo cine de Rio do Sul
3º lugar  03  pizzas gigantes e  05 refri de 2 litros 

Congresso técnico   e mais informações   dia 08/07  ás  19h  na  Câmara de  Vereadores

 Informações   com Rafael Marian - Ginásio de  Esportes 
fone 88273091 ou na 
Secretaria de  Educação e Esporte -3544 1268







ASSISTÊNCIA SOCIAL

Conselho Tutelar: Trombudo Central abre inscrições para escolha de suplentes
O prazo de inscrição será encerrado em 17 de julho
Interessados em fazer parte do Conselho Tutelar de Trombudo Central podem se candidatar para concorrer à vaga de suplente até o dia 17 de julho. Para concorrer à vaga é necessário ser maior de 21 anos, residir no município e não ter sido penalizado com destituição da função de conselheiro nos últimos cinco anos.
Os candidatos que obtiverem a homologação de suas inscrições serão submetidos a eleição pública, pelo voto secreto e facultativo dos cidadãos maiores de 16 anos que tenham seu domicílio eleitoral no município de Trombudo Central.
A eleição será realizada no dia 09 de agosto, das 9h às 16h, na Secretaria Municipal de Educação e no Telecentro, anexos à Prefeitura.
No ato da inscrição, o candidato deverá apresentar:
- Requerimento de Inscrição (fornecido pelo CMDCA);
-Cópia dos documentos pessoais RG, CPF e titulo de eleitor;
-Certificado de reservista (para os homens);
-Comprovante de residência;
-Comprovante de conclusão do ensino médio;
-Comprovante de quitação eleitoral;
-Reconhecida idoneidade moral, comprovada através de certidão negativa de antecedentes civis e criminais.
Os membros suplentes do Conselho Tutelar quando convocados para assumir vaga de titular, serão remunerados com R$ 1.046,15.
CAPACITAÇÃO
O candidato deverá participar de uma capacitação, marcada para os dias 16 e 17 de julho, das 13h30 às 17h30  e das 18h as 22h , na Câmara de Vereadores.
A capacitação vai abordar a legislação de proteção integral à criança e adolescente, especialmente o Estatuto da Criança e do Adolescente-ECA ou a política de proteção dos direitos da criança e do adolescente.
  
Contato: Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) (47) 3544-0581
CONECTE MÍDIA – COMUNICAÇÃO DE RESULTADO
Maria Alice (47) 8802-5604

terça-feira, 24 de junho de 2014

Origem familiar

Os alunos do 1º ano do CEB Eginolf Bell mediados pela professora Danieli trabalharam um bloco de atividades que teve por objetivo que o aluno conhecesse um pouco melhor sua origem familiar. Foram explorados os elementos que estão associados ao seu nascimento dentre eles: certidão de nascimento, carteira de vacina, carteira de identidade, autoretrato  a data de aniversário de todos e as características de uma festa de aniversário. para finalizar, os pequenos tiveram a oportunidade de auxiliar no preparo, observaram o assar e confeitaram cupcakes (pequenos bolos). A turma do 2º ainda foi presenteada com um bolo. 




Visita ao Aterro Sanitário

CEB Arthur Bruno Jandt 
 
          Em parceria com a Epagri os alunos do 5° ano estão participando do projeto "plantando sonhos, colhendo resultados". No mês de maio os alunos foram visitar o aterro sanitário em Ibirama e o Cetrag em Agronômica, dois lugares certamente bem diferentes, mas envolvidos em um mesmo assunto, cuidar do nosso planeta, nosso meio ambiente.  
           Ficamos preocupados com a quantidade de lixo, sendo que a coleta deste aterro é feita apenas em quatro cidades, "é muito lixo". 
           No Cetrag aprendemos a cultivar a natureza, podemos plantar e colher muitos alimentos que são saudáveis para o nosso organismo.   
           Aprendemos uma lição, devemos cuidar mais do nosso meio ambiente, preservar, reciclar, reutilizar... produzir nosso próprio alimento plantando e colhendo bons frutos.
 
Prof. Crisneide



Divisão



CEB Arthur Bruno Jandt 
 
Turma: 3° ano
 

         Para concretizar melhor o estudo da divisão, os alunos do 3° ano realizaram atividades com material concreto. Primeiro os alunos separaram tampinhas entre os colegas, após em duplas tinham que separar palitos de fósforos em caixinhas e realizar a atividade. 
         O material concreto estimula o aprendizado da criança de maneira fácil e eficaz, melhorando assim o seu raciocínio logico. 
 
Prof. Crisneide

Amigos sempre amigos

CEB Arthur Bruno Jandt

Turma: 3° ano

Projeto: Amigos sempre amigos

Objetivo:
·          Integrar as crianças e demonstrar a importância dos amigos em nossas vidas.
·         Socializar problemas como o bulling.
·          Promover momentos de reflexão sobre a amizade.
·         Demonstrar a importância de se cultivar amigos dentro e fora da escola;
·         Incentivar o respeito mútuo a partir de atividades compartilhadas em grupo;
·         Diminuir a falta de respeito entre os alunos;
·         Aprender e saber respeitar as diferenças físicas e psicológicas que existem entre as pessoas;

 “É gostoso e divertido
Não tem risco nem perigo
A vida ganha sentido
Quando se tem um amigo”

(Ricardo Azevedo)






















quarta-feira, 18 de junho de 2014

Representando espaços



A turma do 2º ano do C.E.B. Arthur Bruno Jandt, juntamente com a professora regente,  Juliana de Lourenzi Neckel, realizaram um trabalho com o objetivo de desenvolver a noção de visão vertical que ajuda a favorecer e aprofundar a leitura cartográfica, através da representação da sala de aula em planta baixa e posteriormente da visão tridimensional, onde construíram uma maquete. Para a construção da maquete os alunos contaram com a participação da professora de artes  Marleide Rocha.