segunda-feira, 25 de abril de 2016

Educação de Trombudo Central realiza reunião sobre atendimento educacional especializado


Pais dos alunos atendidos participaram da reunião que abordou os objetivos do programa que é realizado há três anos no município

A educação de Trombudo Central realizou nesta terça-feira, dia 19, uma reunião com os pais de alunos que fazem parte do Programa de Atendimento Educacional Especializado.  A proposta é desenvolver a atividade no contra turno escolar para os alunos que apresentam dificuldades  de aprendizagem e também algum laudo detectando deficiência ou síndrome.
O encontro com os pais ocorreu na Escola de Educação Básica Dr. Hermann Blumenau e abordou todos os itens que fazem parte do AEE. “Acreditamos estar interferindo intencionalmente na vida e no sucesso escolar de nossas crianças e alunos, cumprindo a principal função da escola que é a de ensinar”, destaca a secretária Cátia Regina Marangoni.
As ramificações do programa são a acuidade visual, panlexia, AEE, apoio pedagógico e Serviço de Atendimento Educacional Especializado (Saede) este  último em parceria da APAE de Trombudo Central.
Este programa  foi implantado em 2013  e tem como Foco de atuação:
*Atendimento Educacional Especializado em Sala própria de A.E. E
* Programa de Panlexia
*Apoio  escolar
*Encaminhamento a técnicos da área de saúde (fonoaudiólogo e psicólogo)
*Apoio pedagógico a professores, alunos e com enfoque na construção do conhecimento, na recuperação paralela e na estimulação essencial.
Hoje o município conta com 40 alunos no AEE, que são atendidos por duas professoras e pelo Saede em parceria com a Apae. A primeira ação do programa todos os anos é o mapeamento  através de diagnóstico para constatar em que nível de aprendizagem se encontram todos os alunos do ensino fundamental e educação infantil.
Depois, a equipe pedagógica averigua as dificuldades presentes no desenvolvimento do processo educacional escolar, com o objetivo de suprir, de fato, a lacuna apresentada pelo desempenho dos alunos que apresentaram dificuldades de aprendizagem.
A professora Mônica Denzer atende 20 alunos do atendimento educacional especializado.  Raquel Feldmann faz o atendimento de 14 alunos através da panlexia e em parceria com a Apae o Saede realiza o atendimento de seis alunos. “A parceria com as famílias através do incentivo  e acompanhamento do programa é fundamental para que os  objetivos propostos sejam alcançados”, finaliza Cátia.

Contato: Secretaria de Educação Cultura e Esporte de Trombudo Central - Fone (47) 35441268

Maria Alice- (47) 8802 5604                                    
mariaalice@conectemidia.com                                                                         
Assessoria de Imprensa
Apprimo Comunicação




Desafio corporal Movimento.


Objetivos:
·         Trabalhar em grupo e aprender regras de convivência, como esperar a vez, ganhar e perder.
·         Desenvolver habilidades corporais (pular, virar cambalhota, equilíbrio)

Desenvolvimento 
1ª etapa 
No pátio, coloquei um banco imaginado ser uma ponte as crianças passavam por cima e no final pulavam no colchonete, ao chegar ao final sentavam no pneu para esperar a vez do seu coleguinha, a participação das crianças foi muito interessante, pois souberam esperar a sua vez, respeitando o coleguinha.


Centro de Educação Infantil Cinderela Turma da Borboleta Maternal Prof.ª Rosa, Zete e Mari





PROJETO: Um mundo de texturas e sensações


Professora: Tatiana da Silva Zwicker
Auxiliar: Morgana T. Wloch Fabris
Turma: Berçário II
CEI GENTE MIÚDA
                                                                          

Nessa faixa etária os bebês estão descobrindo o mundo através das sensações e estímulos, este mundo é dominado pelas sensações proporcionadas pelo tato, visão, audição, paladar e olfato e todos estes momentos tem sabor de descoberta que podem ser enriquecidos pelo professor que criará espaços e desafios.
       Segundo um artigo da Revista Guia Prático para professores de Educação Infantil: “As crianças são seres em construção, maleáveis nas suas capacidades e com uma inteligência que pode expandir à medida que é estimulada pelo ambiente. Quando se estimula uma criança, um leque de oportunidades e de experiências se abre a ela, fazendo explorar, adquirir destrezas e habilidades de uma forma mais natural”. Neste sentido todo o processo de estimulação visa a possibilitar a criança independência, auto estima, construindo autonomia e segurança para que ela possa enfrentar novas experiências que resultarão em seu crescimento e desenvolvimento.



CHEGADA DO OUTONO!

CEI ARTHUR KROENKE  -  Turma:   (3 e 4 anos)

O Sr. OUTONO chegou... trazendo com ele a “DOURADINHA, A FADINHA DO OUTONO”...é uma fada preciosa, divertida, que não fica adormecida... Escolheu o Outono para ficar e folhas secas para se balançar. Douradinha os convida para olhar, e suas cores admirar... ajudando as crianças a se transformarem em “formiguinhas” carregando folhinhas e realizando lindos desenhos.

OBJETIVOS:
·         Perceber o início de uma nova estação e a mudança climática, bem como a importância das árvores para a sobrevivência dos seres humanos e animais.
·         Expressar as emoções através da arte, música e movimentos
·         Desenvolver a coordenação motora através de pintura, recorte e colagem.
-
Ling. oral, escrita e Matemática - Artes– Ciências Naturais – Música e Movimento


PROFª JUCÉLIA ZOBOLI RIBAS





ACOLHIDA E ADAPTAÇÃO DAS CRIANÇAS NO CEI: CEI ARTHUR KROENKE


Turma:   (3 e 4 anos)
A adaptação começa antes da entrada da criança no CEI. Realize uma entrevista com perguntas que retratem quem é a criança: seu nome, se possui irmãos na escola ou em outro CEI, suas brincadeiras preferidas, comidas que aprecia ou não, se possui objetos de apego, chupeta e o que costuma gerar conforto ou desconforto emocional (por exemplo, a resistência para relacionar-se com pessoas estranhas).
Organize o ambiente contemplando, também, as preferências observadas nos relatos das famílias: por exemplo, um canto de casinha com carrinhos de boneca e bonecas; um  outro, com carrinhos e algumas pistas desenhadas no chão com giz ou fita crepe; um canto com massinha ou materiais para desenho, etc.

Objetivos
- Envolver as famílias que chegam ao CEI pela primeira vez num clima de acolhimento, segurança, cuidado e afeto;
- Incluir as crianças na construção do espaço e do tempo do CEI; (rotina)
- Acolher as singularidades de cada criança e incluí-las no desenvolvimento das situações planejadas;

PROFª JUCÉLIA ZOBOLI RIBAS








Trabalhando Gênero Textual, Tema: Bullying

A turma do 5o ano do CEB Arthur Bruno Jandt estudando sobre gêneros textuais da esfera jornalística trabalhou a reportagem. O tema escolhido foi BULLYING, buscaram informações em textos e realizaram uma entrevista com alunos do 4o ano, professores e funcionários. A turma foi dividida em grupos e o próprio grupo foi quem elaborou as perguntas e ao final da entrevista, tinham que concluir com base nas respostas o parágrafo final. Esta atividade objetivava a construção da escrita, a clareza nas argumentações e a aquisição de conhecimento. Seguem postados os trabalhos realizados pelos grupos:

Claudia F. S. Semmer






terça-feira, 19 de abril de 2016

CRONOGRAMA DE EVENTOS

Em fase de Construção, quem quiser inserir evento, entrar em contato com a Elimere Secretaria da Cultura 3544 -0701 ou Cátia na Secretaria de Educação- 3544 1268.

Cronograma de Eventos das Festividades de Igrejas Centros de Educação e Sociedades organizadas de Trombudo Central/2016
MAIO
01/05 - 3ª PEDALADA DO ROTARY - PEDALANDO PELA VIDA. SAÍDA ÀS 09:30 HORAS EM FRENTE DA PREFEITURA E CHEGADA EM FRENTE AO CORETO, COM SORTEIO DE BRINDES.
07/05 - INAUGURAÇÃO DAS CANCHAS DE BOCHA E BOLÃO - SOCIEDADE TAMOIO.
21/05 - 3ª GALINHADA BENEFICIENTE - LOCAL PARÓQUIA CRISTO REI- APAE
22/05 - FESTA CAPELA SABUGUEIRO NOSSA SENHORA APARECIDA.
JUNHO
11/06 - PEDÁGIO APAE.
11/06- 1º MOTO FEIJOADA – IGREJA CATÓLICA – CEI CINDERELA
12/06 - FESTA CAPELA SÃO DOMINGOS SÁVIO - FRUTEIRA
JULHO
09/07 - BAILE DA NEVE - SOCIEDADE TAMOIO.
10/07 - FESTA CAPELA SÃO PEDRO - KM 5 LOTEAMENTO LORENAL.
24/07 - FESTA DO COLONO E DE REI E RAINHA SOCIEDADE ESPORTIVA RECREATIVA E CULTURAL KM 10
AGOSTO
06/08 - FEIJOADA DO ROTARY - PARÓQUIA CRISTO REI
SETEMBRO
07/09 - ANIVERSÁRIO DA APAE - CHURRASCO. PARÓQUIA CRISTO REI
17/09- FESTA DE REI E RAINHA SOCIEDADE RECREATIVA FLAMENGO
18/09 - FESTA CAPELA DIVINO ESPÍRITO SANTO - LOCALIDADE KM 10.
NOVEMBRO
05 E 06 - FESTA MATRIZ - PARÓQUIA CRISTO REI.
DEZEMBRO
10/12 - APAE - PASTELADA. LOCALIDADE PARÓQUIA CRISTO REI.
(em fase de construção)

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Autoavaliação


O 1º ano do CEB "Arthur Bruno Jandt" iniciou neste mês de abril um novo calendário. Este irá permitir que cada criança autoavalie seu comportamento por meio de caretas &#X1f60a&#X1f614&#X02639
Para introduzir as caretas trabalhamos o poema de Roseana Murray, Receita de se olhar no espelho e o dramatizamos. 
Retomamos as regras de convivência e ouvimos as histórias da coleção Palavras Mágicas. Após a história Ola!, realizamos uma dinâmica com uma dado dos cumprimentos (beijo, abraço, aperto de mão) no qual dois alunos jogavam o dado e se cumprimentavam. Também realizamos um amigo secreto, produzindo um cartão para um amigo, depois de ouvir a história, Obrigado!.
Tais atividades têm o objetivo de integrar a turma;incentivar o uso de palavras como: obrigado, por favor, desculpa; e refletir sobre suas atitudes;

Professora Lais França Kniess





Aula de informática


Com o objetivo de realizar adições de duas parcelas com soma até nove e reconhecer a sentença matemática que representa a ideia de adição, o primeiro ano do CEB "Arthur Bruno Jandt" teve sua primeira aula de informática, que foi um sucesso. "As crianças adoraram o jogo. Foi muito bom vê-las esperando a sua vez enquanto o amigo jogava. Depois de jogar sistematizamos o conteúdo fazendo continhas com auxilio de palitos. Fica a sugestão do site: http:www.edinfjogos.universoneo.com.br

Professora Lais França Kniess






quinta-feira, 14 de abril de 2016

Vacinação contra o HPV continua em Trombudo Central






SAÚDE



Vacinação contra o HPV continua em Trombudo Central
Neste ano o público alvo são meninas a partir dos 9 anos
A equipe da Unidade Básica de Saúde de Trombudo Central realiza a aplicação de vacinas contra o Papiloma Humano (HPV) desde o início de abril. A vacina foi aplicada em 26 meninas com idades a partir dos 9 anos nas Unidades de Ensino do município, do dia 4 ao dia 8 de abril.
A imunização contra o HPV faz parte do calendário vacinal da Unidade Básica de Saúde. As meninas que ainda não receberam a dose da vacina devem comparecer na UBS e para receber a dose é necessário levar a caderneta de vacinação.
A sala de vacinas funciona de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h.

HPV
O HPV é o maior responsável pelos casos de câncer do colo do útero e é transmitido pelo contato sexual. A implantação da vacina é nacional e prevê três aplicações. A segunda dose será aplicada seis meses depois da primeira e, a última, cinco anos depois.
Contato: Secretaria de Saúde de Trombudo Central – (47) 3544-0186

mariaalice@conectemidia.com
Assessoria de Imprensa
Apprimo Comunicação


segunda-feira, 11 de abril de 2016

Pedalada Rotária


Notícias da semana

Novidades  da semana  na Prefeitura de Trombudo Central

http://www.conectemidia.com/CONECTE_MIDIA/trombudocentral/209.jpg


Confira!


CEI Pinguinho de Gente

De acordo com Oliveira (2012,p.118) garantir cotidianamente uma diversidade de propostas, organizações espaciais e de materiais que possibilitem a criança mobilizar diferentes movimentos para explorar o entorno e o seu corpo, é por meio de diferentes propostas que o professor tem a oportunidade de observar o interesse das crianças e registrar seus avanços e dificuldades.

Professora Marinês Steuck 

Berçário - Pinguinho de Gente  





Astronomia

Trombudo  Central, 08 de abril de 2016.
Centro de Educação Básica Eginolf Bell  e Centro de Educação Básica  Alberto Balduíno Barchfeld.
Professora : Mariany Uhlendorf
Série : 5  ano.
Projeto : Astronomia.
Disciplinas : Ciências, Matemática 

Objetivos :
 Identificar o conhecimento matemático como meio para compreender e transformar o mundo à sua volta e  perceber o caráter de jogo intelectual, característico da Matemática, como aspecto que estimula o interesse, a curiosidade, o espírito de investigação e o desenvolvimento da capacidade para resolver problemas.
Estabelecer conexões entre temas matemáticos  com conhecimentos de outras áreas curriculares.
Sentir-se seguro da própria capacidade de construir conhecimentos matemáticos.
Metodologia:
Estabelecer conexões entre a matemática e as demais disciplinas amplia oportunidades de compreender e utilizar  conceitos  tanto matemáticos  quanto das outras disciplinas. Há inúmeros  momentos em que tais conexões são significativas para a aprendizagem.Por exemplo, a construção de tabelas e gráficos utilizando como base o lançamento do foguete de canudinho e o de papel. Primeiramente  os alunos construíram dois foguetes (atividade sugerida na OBA - Olimpíada brasileira de Astronomia) e em seguida lançaram os foguetes, observando os melhores ângulos de lançamento e aprimorando a técnica. Houve a medição da distancia  percorrida pelo foguete , atividade que gerou muita discussão e aprendizagem. Logo após dos dados serem tabulados foram construídos gráficos e comparadas as distâncias.
Resultados:
O estabelecimento de conexões  entre os temas das diferentes disciplinas contribuiu significativamente para o aprendizado e o  favorecimento de  uma visão mais abrangente e flexível dos conteúdos.







O filme Estrelas na terra

Professora: Monica Denzer   - Sala de AEE – Apoio Pedagógico

O filme Estrelas na terra
O filme Estrelas na terra: Toda criança é especial, conta a história de um menino chamado Ishaan Awathi, de oito anos que mora com seus pais e seu irmão. Sua infância foi marcada como o menino que não obedecia, não tinha regras e às vezes era anti-social. O filme começa com ele fazendo o que mais gostava que era se ocupar em brincar com animais,  e sua rotina apesar de ser bem padronizada ele sempre esquecia o que tinha que fazer, era sempre o ultimo a sair pra escola, só se arrumava com ajuda da mãe, até pra comer ela o ajudava, diferente do irmão que fazia várias coisas ao mesmo tempo. Todo mundo o recriminava e ninguém o entendia.
Em casa e na escola, ele era visto como um idiota, que não conseguia nem ao menos ler e escrever e isso foi deixando sua autoestima para baixo. O aluno repetia sempre os mesmos erros, não prestava atenção nas aulas e, tanto para os pais como para os professores, Ishaan não conseguia aprender porque era preguiçoso, burro, desobediente e não levava os estudos a sério, aparentemente não demonstrasse ter nenhuma deficiência.
Embora a temática abordada pelo filme não seja nova, ela é extremamente atual, uma vez que, a inclusão constitui um dos temas mais discutidos e combatidos da atualidade.
A Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva tem como objetivo o acesso, a participação e a aprendizagem dos alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação nas escolas regulares, orientando os sistemas de ensino para promover respostas às necessidades educacionais especiais. Em consonância com este documento, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9.394/96, em seu artigo 58 entende a educação especial como uma modalidade de educação escolar, oferecida preferencialmente na rede regular de ensino para alunos com necessidades especiais.
Tendo em vista as garantias feitas pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9.394/96 e pela Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. O filme Como estrelas na Terra é uma referência para os que pensam sobre o processo de inclusão. È suma importância que todos os professores assistam ao filme, para ter uma compreensão melhor antes de julgar o aluno no seu desenvolvimento de ensino e aprendizagem.
O Filme nos faz perceber e nos leva a refletir, a importância do olhar atento, do olhar observador, investigador e da sensibilidade para com a pluralidade que compõem uma sala de aula, bem como as particularidades de cada aluno.

Segue o link do filme ( COMO ESTRELA NA TERRA).. 




quinta-feira, 7 de abril de 2016

Atividade sobre sólidos geométricos

C E B Erica Hasse
Data 06/04/16
Turma do 2º ano.
Professora Lúcia P Pereira.
Atividade sobre sólidos geométricos;
Objetivo:
#Conhecer e identificar os sólidos geométricos.
#Classificar os sólidos geométricos de acordo com as figuras geométricas que o compõe;

 Para iniciar, a classe deve estar em grupos. Os alunos receberão desenhos dos sólidos geométricos: cubo, paralelepípedo cone, esfera cilindro e pirâmide para pintarem. Depois que todos pintarem deverá recortá-los e montá-los, o seu dado com as formas para que memorizem;