segunda-feira, 28 de novembro de 2016

CEI Menino Jesus


A Educação infantil nos permite brincar, sonhar, fantasiar, ser mais feliz. As crianças da turma dos Piratas se divertiram com a brincadeira "neste barquinho eu vou" com uma simples caixa usaram a imaginação, fantasiaram um navio de piratas e um mar cheio de aventuras. Com as brincadeiras as crianças aprende muito mais, além de se divertir é claro!

Turma dos Piratas 
Professora Crisneide PC dos Santos





sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Aniversário do Senhor Alfabeto


No dia 30 de setembro foi dia dos aniversariantes no CEI Johanne Schütte e adivinhem quem estava lá comemorando seu 6º aniversário conosco? Isso mesmo, o Senhor Alfabeto. Depois de muitas visitas na casa dos coleguinhas pinguins, finalizamos o projeto com uma festa de aniversário. E de presente o Senhor Alfabeto ganhou frutas. Cada criança trouxe uma fruta que iniciasse com a primeira letra de seu nome e quem não achasse a fruta com a letra inicial poderia trazer a fruta de sua preferência. Logo após, fizemos um piquenique e convidamos à turma dos Passarinhos para saborear as deliciosas frutas que as crianças trouxeram com muito carinho. Foi uma experiência extremamente válida e curtimos momentos de aprendizagem lúdica e concreta.
Turma do Pinguim
Professora Luiza Carolina Samagaia






quinta-feira, 24 de novembro de 2016

IV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO


O PROFESSOR TEM UM PAPEL IMPORTANTÍSSIMO NA VIDA DE SEU ALUNO/CRIANÇA. O PAPEL DE ENSINAR, TRANSMITIR O CONHECIMENTO E PREPARÁ-LOS PARA A VIDA DANDO A ELES MECANISMOS PARA QUE POSSAM PENSAR E AGIR ACERCA DE SEUS ATOS E ESCOLHEREM O MELHOR CAMINHO A SEGUIR.
MUITAS AÇÕES SÃO DESENVOVILDAS DURANTE UM ANO LETIVO, TUDO ISTO FICARÁ GUARDADO PARA SEMPRE DENTRO DE ALUNO/CRIANÇA.
O SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO É UM MOMENTO GRATIFICANTE PARA O PROFESSOR, ONDE ELE PODE PASSAR PARA SEUS COLEGAS UM POUQUINHO DO SEU TRABALHO E EMPENHO COM SEUS ALUNOS/CRIANÇAS.
SÓ TEMOS A AGRADECER A OPORTUNIDADE DE TRABALHARMOS NESTA REDE MUNICIPAL QUE POPORCIONA SUBSÍDEOS E OPORTUNIDADES PARA SEUS EDUCANDOS CRESEREM PROFISSIONALMENTE

PROFESSORAS:
DANIELI DUARTE DA SILVA
LUIZA CAROLINA SAMAGAIA

CEI JOHANNE SCHÜTTE




A Importância Do Contar Histórias Na Educação Infantil

Ler histórias para crianças é poder sorrir, rir, gargalhar com as situações vividas pelas personagens, é suscitar o imaginário, é ter curiosidade respondida em relação a tantas perguntas, é encontrar ideias para solucionar questões. É uma possibilidades de descobrir o mundo imenso dos conflitos, dos impasses, das soluções que todos vivemos e atravessamos.
 É ouvindo histórias que se pode sentir emoções importantes como a tristeza, o pavor, a insegurança, a tranquilidade e tantas outras mais. 
“É através duma história que se podem descobrir outros lugares, outros tempos, outros jeitos de agir e de ser.
A leitura é uma forma exemplar de aprendizagem, é um dos meios mais eficazes de desenvolvimento sistemático da linguagem e da personalidade. Favorece a remoção de barreiras educacionais, principalmente através da promoção do desenvolvimento da linguagem e do exercício intelectual, aumentando a possibilidade de normalização da situação pessoal de um indivíduo.


A turma da borboleta ama histórias, aproveite para fechar o ano com chave de ouro, essa divertida história dos 3 porquinhos, onde aprendemos sobre moradia, cores, tipos de casas, tamanhos, e a brincar muito de Seu lobo está????


Turma da borboleta Maternal- Rosa,Zete e Mari...





SER PROFESSOR


Sendo filha e sobrinha de professoras, poucas vezes imaginei seguir outra profissão na vida senão aquela que sempre me rodeou na infância. Seja em casa com minha mãe quando recortávamos letras de revistas para formar meu nome, ou quando a família viajava para visitar parentes, pois, tanto as tias por parte de mãe quanto por parte de pai eram professoras.
Assim, escolhi esta profissão e jamais me senti seguindo algo por obrigação e sim por vocação. Um verdadeiro chamado. Amo lecionar.
Lecionar é instigador... A cada dia surge um novo desafio. Nunca um dia é igual ao outro. Além de professora sou mediadora; é intrigante e maravilhoso estar entre ouvir a pergunta e fazer entender a resposta, a tal ponto que quando a resposta é compreendida a gente percebe aquele incrível  brilho no olhar. 
 A professora, a escola, os alunos, não existem por si. Há todo um contexto no processo educacional que faz com que cada ser exista e dependa da existência do outro. Sendo cada um fundamental. Mas, essa fundamentalização não garante o reconhecimento de cada parte.
Acredito que, assim como nas demais profissões, há pessoas engajadas na causa, verdadeiramente envolvidas com todo o processo e acreditam no seu trabalho e na diferença que ele faz, mas há também profissionais que conseguem abstrair-se da sua função com muita naturalidade, preocupando-se consigo mesmo e não fazendo a mínima questão de se envolver. Seguem o programa de suas atividades, não se envolvem, não recriam, não conseguem adequá-las à realidade do local que se encontram e nem da clientela que atendem.
Quando a escola proporciona aos seus alunos, pais, professores e funcionários um ambiente acolhedor, responsável, preocupado com o desenvolvimento individual de cada integrante desse grupo, ela cria uma imagem positiva que passa adiante. Mas, caso contrário, a imagem pode ser negativa e reverter esse quadro necessita de muita dedicação por parte de todos.
Tenho por vezes me perguntado o que será dessas crianças  daqui a alguns anos. Que sociedade teremos? E, as suposições que imagino, por vezes, me assustam. Vejo que a maioria dessa nova geração está muito mais barulhenta, tem acesso rápido a muita informação, mas aprofundam e desenvolvem pouco conhecimento sobre os temas.  Pode ser que essa minha preocupação seja apenas um choque de gerações. Mas, ainda tenho muita fé na educação e consciência de que qualquer que seja a mudança que eu deseje ou a esperança que tenha de dias melhores, somente irá ocorrer através da educação e do trabalho de professor.
Sei que educar é uma arte e não é para qualquer pessoa. Acredito que para ser um educador é preciso acreditar e ter esperança no futuro.


Claudia Filomena Soares Semmer

PSICOMOTRICIDADE

A PSICOMOTRICIDADE CONTRIBUI DE MANEIRA EXPRESSIVA PARA A FORMAÇÃO E ESTRUTURAÇÃO DO ESQUEMA CORPORAL E TEM COMO OBJETIVO PRINCIPAL INCENTIVAR A PRÁTICA DO MOVIMENTO EM TODAS AS ETAPAS DA VIDA DE UMA CRIANÇA. POR MEIO DAS ATIVIDADES, AS CRIANÇAS, ALÉM DE SE DIVERTIREM, CRIAM, INTERPRETAM E SE RELACIONAM COM O MUNDO EM QUE VIVEM. A PSICOMOTRICIDADE ESTÁ ASSOCIADA À AFETIVIDADE E À PERSONALIDADE, PORQUE O INDIVÍDUO UTILIZA SEU CORPO PARA DEMONSTRAR O QUE SENTE. 
TURMA DO URSINHO-JARDIM I
PROFESSORA: DÉBORA CEOLIN


A PRIMAVERA




A PRIMAVERA É UMA ÉPOCA EM QUE OCORRE O FLORESCIMENTO DE VÁRIAS ESPÉCIES DE PLANTAS. PORTANTO, É UM PERÍODO EM QUE A NATUREZA FICA BELA, PRESENTEANDO O SER HUMANO COM FLORES COLORIDAS E PERFUMADAS, NO INICIO DA PRIMAVERA A TURMA DO URSINHO PLANTOU FLORES NO C.E. I CADA CRIANÇA PLANTOU A SUA E CUIDOU REGANDO TODOS OS DIAS, LOGO NOSSO C.E.I ESTAVA COLORIDO COM LINDAS FLORES.

TURMA DO URSINHO-JARDIM I
PROFESSORA: DÉBORA CEOLIN



C.E.I Cinderela

Mais um ano se passou e os bons momentos da vida, feitos de tudo o que é forte, simples e belo, como um olhar, um sorriso, um gesto de amizade foram apreciados e cultivados. Muitos desafios foram vencidos
   Agradecemos a Deus pelos “presentes” recebidos nesse ano letivo, pois cada criança, em particular, marcou nosso C.E. I de maneira única e especial.
  Que entre a magia do Natal e a realidade da vida possamos encontrar espaço para a alegria, para o encontro com as pessoas, para sonhar, acreditar em um mundo melhor e agir por um mundo mais humano. Que o Natal possa ser o renascer da esperança e que esta se realize no decorrer do Novo Ano. 
   Que possamos sentir mais forte ainda o significado da palavra amor, refazer planos, reconsiderar os equívocos e retomar o caminho para uma vida cada vez mais feliz.

 A TURMA DO URSINHO DESEJA A TODOS UM FELIZ NATAL E UM FELIZ 2017.
PROFESSORA: DÉBORA CEOLIN
TURMA DO URSINHO-JARDIM I


Área de anexos

Matemática na prática


O 1º ano do C.E.B.Eginolf Bell participou recentemente do projeto JEPP(Jovens Empreendedores Primeiros Passos),no decorrer deste,trabalhou os passos do empreendedorismo e precisou planejar e produzir produtos para abrir sua loja de ervas aromáticas na feira de jovens empreendedores.
Engana-se porém,quem pensa que depois da loja inaugurada o trabalho da turma estava terminado.
Na semana seguinte a feira ,foi o momento em que abrimos o nosso caixa,contamos o dinheiro que havia nele,relacionamos as despesas da fabricação dos produtos vendidos e embalagens.Foi com alegria que percebemos que além de conseguirmos saudar nossa dívida(que tanto nos preocupava),obtivemos também algum lucro.
A partir dessa questão,retomamos o conceito de sistema monetário,analisamos notas e moedas tanto reais,quanto de brinquedo,observando as diferenças entre elas,além de perceber as notas e moedas disponíveis.
Realizamos o jogo das argolas em que inicialmente cada aluno precisava dirigir-se ao caixa para adquirir cupons para as jogadas,nesse momento,precisamos discutir os valores dos cupons e o troco a ser recebido.
No jogo,cada aluno recebeu três argolas feitas com garrafa pet que precisavam lançar em direção a garrafas menores,caso a garrafa fosse acertada,receberia o valor em dinheiro colado na garrafa.
Ao final do jogo,o dinheiro obtido foi contabilizado e realizamos o registro no caderno.
Através dessas propostas,pudemos perceber a função social da matemática e do sistema monetário,além de realizar situações problema orais e escritas fazendo uso das operações de adição e subtração e do sistema monetário.

Professora:Aline Liana Jabs.





Projeto JEPP – Jovens Empreendedores Primeiros Passos

Trombudo Central, 22 de novembro de 2016.
Escola: C.E.B. Erica Hasse.
Disciplinas: Inglês e História
Professoras: Ariane Lenzi Conink
                    Bianca Schultz Kantovick
Turmas: 6º ano – Ensino Fundamental II
Abracadarte
...Reciclando o lixo e transformando em arte...

Projeto JEPP – Jovens Empreendedores Primeiros Passos

Tema: Ecopapelaria
*   Eco: porque vamos realizar uma atividade que contribuirá para a redução do lixo e preservação do meio ambiente, o que é uma atitude ecológica.
*   Papelaria: porque vamos trabalhar com todo tipo possível de papel que, ao invés de ser jogado no lixo, possamos reutilizá-lo e criar outros produtos.

Justificativa:
*   Com a realização de atividades lúdicas, o projeto possibilita aos alunos momentos de conhecimento, criação e sensibilização à cultura empreendedora, aprendendo de forma prática e contextualizada.

Objetivos:
*   Estimular atitudes empreendedoras nos alunos;
*   Despertar nos alunos o espírito empreendedor e aplicá-lo na própria vida;
*   Refletir sobre a nossa interferência no meio que nos cerca;
*   Reconhecer a importância de adotar práticas sustentáveis.

Metodologias:
*   Trabalhando com imagens e ilustrações.
*   Trabalhando com textos.
*   Momento das atividades.
*   Momento da produção.
*   Momento do jogo.
*   Inauguração da Ecopapelaria, (Dia da Feira).

Avaliação:

*   A avaliação ocorreu durante toda a execução do projeto, levando em consideração à participação, a cooperação, a organização, a criatividade, e também: a postura dos alunos no dia da Feira, observando se conseguiram aplicar os ensinamentos proposto no projeto.





Jovens empreendedores primeiros passos – JEPP. 5º ano - CEB Erica Hasse CEB Arthur Bruno Jandt

CEB Erica Hasse
CEB Arthur Bruno Jandt
Turmas de 5º ano
Professora de projeto de leitura e matemática: Rosiani de Lourenzi
Jovens empreendedores primeiros passos – JEPP

                O livro do 5º ano: “Sabores e cores” ressalta a importância da qualidade dos alimentos e da higiene, tanto pessoal, do espaço e dos alimentos.  A proposta é desenvolver um espaço gastronômico. Durante os encontros definimos o que seria produzido para venda no dia da feira, estudamos sobre os concorrentes, os clientes e iniciamos a divulgação do nosso espaço gastronômico.

Aprendemos que quando desejamos fazer algo, precisamos planejar e estudar para que tudo dê certo. Descobrimos como é importante o trabalho em equipe. No dia 12 de novembro tivemos a nossa feira. Foi um sucesso.





Jovens empreendedores primeiros passos – JEPP.4º ano - CEB Erica Hasse,CEB Arthur Bruno Jandt.

CEB Erica Hasse
CEB Arthur Bruno Jandt
Turmas de 4º ano
Professora de projeto de leitura e matemática: Rosiani de Lourenzi
Jovens empreendedores primeiros passos – JEPP

                O livro do 4º ano: “Locadora de Produtos” traz uma divertida história de dois irmãos gêmeos que estão planejando sua festa de aniversário e nos mostram que tem coisas que devemos comprar, mas em outras a vantagem é alugar, como mesas, cadeiras, o espaço para a festa, entre outros. E acompanhando o planejamento da festa de aniversário dos irmãos, planejamos também a nossa locadora de produto. Definimos o que seria alugado no dia da feira, estudamos sobre os concorrentes, os clientes e iniciamos a divulgação da nossa locadora. 

Aprendemos que quando desejamos fazer algo, precisamos planejar e estudar para que tudo dê certo. Descobrimos como é importante o trabalho em equipe. No dia 12 de novembro tivemos a nossa feira, onde pudemos colocar em prática o que aprendemos em sala de aula. Foi um sucesso.





Jovens empreendedores primeiros passos – JEPP. 3ºano. CEB Arthur Bruno Jandt.

CEB Erica Hasse
CEB Arthur Bruno Jandt
Turmas de 3º ano
Professora de projeto de leitura e matemática: Rosiani de Lourenzi
Jovens empreendedores primeiros passos – JEPP


                Com o livro do 3º ano: “Oficina de Brinquedos Ecológicos”, aprendemos que uma garrafa pet ou outro material (sucata) que seria jogado fora, pode virar um incrível jogo ou brinquedo e que pode trazer diversão às pessoas. Aprendemos sobre diversão e qualidade de vida das pessoas. Produzimos diversos brinquedos e jogos com os materiais que a gente tinha em casa. Aprendemos que quando desejamos fazer algo, precisamos planejar e estudar para que tudo dê certo. A professora nos falou sobre os clientes e como devemos atendê-los. Descobrimos como é importante o trabalho em equipe. No dia 12 de novembro tivemos a nossa feira, onde vendemos o que produzimos durante as aulas. Foi um sucesso.